ACESSO DO ALUNO
CADASTRE-SE
ATENDIMENTO ONLINE
SIGA-NOS

► HOME ► QUEM SOMOS ► ENSINO FUNDAMENTAL ► ENSINO MÉDIO ► CURSOS TÉCNICOS ► CURSOS PROFISSIONAIS ► CONTATO
CONTATO
COMERCIAL
(65) 3623 - 5151
(65) 3028 - 8550
(65) 3624 - 2944
Ligue Grátis
(65) 0800 643 5151
NEWSLETTER
NOVIDADES SEMANAIS
Facebook Youtube Twitter
Integramos todas as nossas plataformas com as maiores empresas que promovem redes sociais mundial.

Redes Sociais segundo Wikipedia

A análise de redes sociais (relacionada com as redes complexas) surgiu como uma técnica chave na sociologia moderna. O conceito surgiu na Sociologia e Antropologia Social. No final do século XX, o termo passou a ser olhado como um novo paradigma das ciências sociais, vindo ser aplicada e desenvolvida no âmbito de disciplinas tão diversas como a antropologia, a biologia, os estudos de comunicação, a economia, a geografia, as ciências da informação, a psicologia social, a sociolinguística e, sobretudo, no serviço social.

A ideia de rede social começou a ser usada há cerca de um século atrás, para designar um conjunto complexo de relações entre membros de um sistema social a diferentes dimensões, desde a interpessoal à internacional.Em 1954, J. A. Barnes começou a usar o termo sistematicamente para mostrar os padrões dos laços, incorporando os conceitos tradicionalmente usados quer pela sociedade quer pelos cientistas sociais: grupos bem definidos (ex.: tribos, famílias) e categorias sociais (ex.: género, grupo étnico).Académicos como S.D. Berkowitz, Stephen Borgatti, Ronald Burt, Kathleen Carley, Martin Everett, Katherine Faust, Linton Freeman, Mark Granovetter, David Knoke, David Krackhardt, Peter Marsden, Nicholas Mullins, Anatol Rapoport, Stanley Wasserman, Barry Wellman, Douglas R. White ou Harrison White expandiram e difundiram o uso sistemático da análise de redes sociais.

Em teoria, na estrutura das redes sociais os atores sociais se caracterizam mais pelas suas relações do que pelos seus atributos (gênero, idade, classe social). Estas relações tem uma densidade variável, a distância que separa dois atores é maior ou menor e alguns atores podem ocupar posições mais centrais que outros. Este fenômeno é explicado por alguns teóricos apontando a existência de laços fortes e fracos e a dos buracos estruturais onde se encontram os atores que não podem comunicar entre si a não ser por intermédio dum terceiro.

No estudo da estrutura das redes sociais é necessário incluir as relações de parentesco de seus membros, redes sociométricas, capital social, redes de apoio, de mobilização, interconexões entre empresas e redes de política pública.


COMPARTILHE
LOCALIZAÇÃO
QUEM SOMOS
CURSOS
Sistemas do Instituto vanguarda
de Educação - Cuiabá - MT
suporte@institutovanguarda.com.br
Tel.(65) 3028-8550
Instituto Vanguarda - © Todos os Direitos Reservados
(65) 3623 - 5151
0800 643 5151
Av. Mato Grosso, nº 23 - Centro Norte
Cuiabá-MT